O Windows 7 parece ainda estar rodando em pelo menos 100 milhões de máquinas, apesar da Microsoft encerrar o suporte para o sistema operacional um ano atrás. A ZDNet tem analisado a proporção de PCs que ainda executam o Windows 7 em vários relatórios analíticos. Embora cada fonte de dados tenha o Windows 7 em diferentes percentuais de participação de mercado, a maioria concorda que o sistema operacional ainda representa cerca de 20% dos PCs.

A Microsoft disse há anos que existem 1,5 bilhão de usuários do Windows em várias versões em todo o mundo. É difícil obter um número exato de usuários do Windows 7 devido aos diferentes métodos usados ​​pelas empresas de análise, mas é pelo menos 100 milhões. Se você reduzir a estimativa da Microsoft de 1,5 bilhão de usuários do Windows para apenas um bilhão (há 1 bilhão de usuários ativos do Windows 10 ), o Windows 7 ainda estará em uma quantidade enorme de PCs. Na realidade, ele ainda pode ser usado por mais de 200 milhões de dispositivos em todo o mundo.

O suporte para o Windows 7 terminou em janeiro de 2020 , quase 11 anos depois do primeiro lançamento do sistema operacional com sua campanha de marketing “Eu sou um PC, e o Windows 7 foi minha ideia”. Ele rapidamente se tornou uma versão extremamente popular do Windows, especialmente entre as empresas. Ficou claro, olhando para a participação de mercado do sistema operacional no ano passado, que levaria um ou dois anos para deixar o Windows 7 firmemente abaixo de 10% de participação de mercado.

Pode levar ainda mais tempo para o Windows 7 finalmente desaparecer, especialmente depois de um ano quando muitos optaram por PCs para trabalho remoto e educação em casa. A Microsoft relatou um aumento na demanda e no uso de PCs devido à pandemia. É provável que parte desse uso de PC também tenha vindo de famílias tirando a poeira de PCs e laptops antigos que não usavam com frequência, e alguns desses dispositivos ainda podem estar executando o Windows 7.

É claro que a pandemia também influenciou o mercado de PCs no ano passado. Ainda estamos esperando pelas estimativas de PC do Gartner e IDC, mas alguns analistas acreditam que poderíamos ter visto quase 300 milhões de PCs vendidos em 2020. Isso seria uma mudança significativa para o mercado de PCs, depois que os PCs viram um primeiro ano de crescimento desde 2011 durante 2019. Esse crescimento foi impulsionado pelo fim do suporte ao Windows 7, e a maioria dos analistas não esperava que o mercado crescesse ainda mais ao longo 2020.