Mark Zuckerberg diz que a especulação de que ele tenha algum tipo de entendimento secreto com o presidente Donald Trump é “bastante ridícula”. Em entrevista ao Axios publicada segunda-feira, o CEO do Facebook descartou os rumores e defendeu as políticas da rede social em torno do discurso político.

“Também ouvi essa especulação, então deixe-me esclarecer: não há nenhum tipo de acordo”, disse Zuckerberg ao Axios. “Na verdade, toda a ideia de um acordo é bastante ridícula.”

Zuckerberg tem críticas enfrentado por aguardarem da empresa  hands-off resposta  a  mensagens controversas por Trump . O Facebook também está enfrentando um boicote publicitário este mês organizado por grupos de direitos civis que dizem que a empresa não está fazendo o suficiente para combater o discurso de ódio.

Ele  reconheceu que teve reuniões com Trump,  mas disse a Axios que ele se reunir com um “chefe de Estado não deveria surpreender e não sugere que tenhamos algum tipo de acordo”.

O CEO do Facebook teria citado várias divergências com o presidente, incluindo suas políticas de imigração e “retórica divisiva e inflamatória”.